PINK - Mulher com Propósito

Propósito – Qual é o Meu? Parte 4

Publicado em 21/02/2019
Atualizado em 25/03/2019


Arte da Série "Propósito - Qual é o Meu?"

DIGA SIM A VOCÊ

Jamais vamos viver nosso propósito se todos os dias dizemos não para quem somos na nossa essência. Tentar fazer isso seria como se eu estivesse em uma rodovia dirigindo com vários veículos e começasse a chover. A minha expectativa seria que a chuva não iria me molhar porque eu estou em um veículo. Porém, meu veículo é uma moto, e, por mais que esteja na categoria veículo, não muda a identidade da moto: um veículo sem proteção do sol, vento ou chuva.

Na estrada da vida, estamos todos em movimento, mas precisamos nos lembrar de que a jornada é única para cada uma de nós.

Não tente ser o que você não é, pois por mais que você tente, o máximo que você irá conseguir será descobrir que perdeu seu tempo. E você não pode bancar o tempo. Ninguém pode, não está à venda.

As informações verdadeiras de quem você era quando criança ajudarão você a recalcular seu GPS e te colocar no mapa que aponta para o seu destino.

Pare e pergunte para você mesma: o que te faz feliz? O que move você? Depois que você responder essas perguntas, com base nas suas respostas, faça a seguinte pergunta:

Se você tivesse que fazer isso sem que ninguém soubesse, sem que ninguém visse, você faria?

Um dos maiores inimigos do Propósito é o desejo por reconhecimento. Existe um lado natural no ser humano de querer ser reconhecido, mas a linha é bem tênue quando falamos disso pelo som do propósito. Muitas de nós vamos ser tentadas a comprometer e negociar nosso propósito para ter reconhecimento.

O reconhecimento traz um certo nível de validação, e isso é normal e natural. Por exemplo, o estudante de medicina que estudou anos para se tornar um médico. Agora que ele se formou, ele quer ser reconhecido como médico. E com todo o direito, mas o que ele não pode esquecer é que ser reconhecido como médico aponta para o que ele faz, mas o que ele é no âmbito da medicina, é uma pessoa que serve outras com o seu conhecimento e atitudes.

No filme “O Menino do Pijama Listrado” um médico Judeu se torna um descascador de batatas de uma família Alemã. O filho do casal se machuca e ele cuida da criança e age como um médico, mesmo sem estar desenvolvendo a função. Ele vive o propósito dele, mesmo sem o reconhecimento dos seus chefes.

Faça um inventário do que realmente conta para você. Ser você mesmo quando ninguém está olhando, ou ser a versão que você ou outros criaram de você, que se alimenta de reconhecimento?
Amo fazer essa jornada com você PINK Girl!!!

“Como águas profundas são os propósitos do coração humano; todavia, quem tem discernimento sabe como trazê-los à tona” (Bíblia – Provérbios 20:5).

Jordania Nargiz

Sobre Jordania Nargiz

Casada com o Pr. Garo Nargiz, mãe de dois filhos, advogada. Ama ler e ajudar pessoas a viverem intencionalmente e com propósito.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão voltar ao topo
PINK – Mulher com Propósito
Mesinha